Carta da Bahia 2017 - Notícias - GOEB - Grande Oriente Estadual da Bahia

Grande Oriente Estadual da Bahia

Notícias

Carta da Bahia 2017

Carta da Bahia 2017

05 setembro 2017
A Poderosa Congregação do Grande Oriente Estadual da Bahia – GOEB, sob os auspícios do Supremo Arquiteto do Universo, sob a Presidência do Eminente Grão-Mestre Estadual, Irmão Silvio Souza Cardim, presentes o Poderoso Irmão Eviládio Teixeira de Carvalho Grão-Mestre Estadual Adjunto, o Eminente Irmão Oscimar Alves Torres Presidente da Poderosa Assembleia Estadual Legislativa Maçônica, dos Veneráveis: Irmãos Washington José Laranjeiras Presidente de Egrégio Tribunal de Justiça Maçônico, Tolenildo Ferreira de Santana Presidente do Egrégio Tribunal Eleitoral Maçônico, do Poderoso Irmão Jorge Teixeira de Almeida Procurador do GOEB; dos Poderosos Irmãos Secretários Estaduais José de Souza Gomes (Administração), Roque Tadeu do Amaral Costa (Guarda dos Selos), Edmilson Pereira dos Santos (Educação e Cultura), Luiz Carlos Tosta de Santana (Finanças), Pedro Cardoso Neto (Previdência e Assistência), Ubirajara Macedo Dourado (Relações Públicas), Antônio Raymundo de Souza Pereira (Transporte e Hospedagem), Elísio Francelino da Silva (Orientação Ritualística) e Antonio da Silva Costa (Planejamento);dos Veneráveis Irmãos Coordenadores Regionais: Wanderley Rocha de Souza ( III Região-Leste), Jorge Lopes Bullos ( IV Região-Centro Norte, Antonio Costa Cruz (XIV Região-Sul), Genaldo Barbosa Vieira (XIX Região-Extremo Sul I), Gilvani Maganhoto de Matos (XXII Região-Oeste I); dos Veneráveis Mestres das Lojas: 2 de Julho, Benedito Gurgel Filho; 14 de Agosto, Carlos Danilo S. da Silva; 14 de junho, João de Deus Barreto; 25 de Dezembro, Antonio Lima Filho; 28 de Julho, Antonio Carlos L. Santana; Acácia Bahiana, Luiz Antonio A. Menezes; Acácia Conquistense, Ednei Oliveira; Acácia Fraterna, Valdemiro Guedes O. Junior; Acácia Sertaneja, Marcos Artur Persico; Amor e Harmonia, Ricardo Medrado Dalayti; Benjamin Pereira Mascarenhas, Cristian Amador Ribeiro e André Esteves Milicio de Souza; Cachoeira da Luz, Lindemar Teixeira Lima; Castro Alves, Ricardo Prado Pina e Delegado do Rito Brasileiro em Alagoinhas, Orisvaldo Felix Barbosa; Cavaleiros da Fraternidade, Luiz Cláudio P. Fortes; Cavaleiros da Luz, Luciano de Castilho Urpia; Cavaleiros de Aço, Paulo Roberto S. Souza; Cavaleiros de York, Hilton Moreira de Castro; Cavalheiros do Claraval, Genival Cruz Santos; Cavaleiros do Oriente, Lanier C. dos Santos Oliveira e Marcio Pedro da Costa; Cavaleiros da Esperança, Michel Angelo P. de Oliveira; Cavaleiros Libertários do Recôncavo, Valberto do Carmo Magalhães; Concórdia, Mario Jorge da Silva; Representando a Cruz de Malta, Domingos Barreto de Araújo; Cruzeiro do Sul, Paulo Roberto P. Amorim; Deus, Caridade e Justiça, Nordemberg José de Santana.; Deus, Liberdade e Justiça, Carlos Kleber F. de Oliveira; Ecologia e Fraternidade Itacareense, Irineu Trindade de Melo; Elias Ocke.

GRANDE ORIENTE ESTADUAL DA BAHIA
FEDERADO AO GRANDE ORIENTE DO BRASIL
FUNDADO EM 02 DE JUHLO 1964
RUA JOGO DO CARNEIRO Nº 157, BAIRRO SAÚDE, CEP: 40045-050, SALVADOR, BAHIA

Patente Reg. INPI: 812605837 - Utilidade Pública Lei Estadual 7853 de 28/06/2001 – Lei Municipal 6057 de 19/12/2001

C.N.P.J. nº 14.670.178/0001-54 – FONE: (71) 3243-9162/3241- 0420 – www.goeb.com.br

Aurelito Lorens; Esperança e Progresso de Camamu, Esterphson A. Fernandes; Estrela Flamejante, Ernando Miranda Filho; Fênix Cavaleiros do Pórtico, Carlos Edno S.Santana: Força e Luz, Adenilson Cesar Andrade; Força e União de Porto Seguro, Adilson Roberto R. Bohrer;; Representando a Irmão Paulo Roberto Machado, Orly Nink; Joaquim Nabuco, Delson Machado dos Santos; Jorro de Luz e Sabedoria, Reinaldo Brito Carvalho e Valney Santos da Silva, Conselheiro do GOEB; Liberdade e Firmeza, Carlos Aragão da Silva; Liberdade, União e Amor de Pilar, Antonio Celso G. Oliveira; Luz do Sertão, Halailton Soares Santana; Luz e Labor, Carlos José O. Cruz; Luz, Vida e Amor, Aroldo do Nascimento Silva; Manoel Carvalho, Irenaldo Muniz da Silva; Monte das Oliveiras, José Augusto G. da Silva; Monte de Sião, Humberto Santos Soares; Monteiro Lobato, Jesselio Noronha de Abreu; Profeta Issa, Ricardo Alexandre B. Freitas; Progresso e Justiça, Roger da Silva Oliveira; Rui Barbosa, Gervázio Lopes Macedo; Sabedoria, Equilíbrio e Poder, Jehovah Cardoso Moura; Segredo e Fraternidade de Ipirá, Antonio Carlos Mascarenhas; Segredo, Força e Aliança, Fanael Ribeiro dos Santos; Segredo, Força e União, Luiz Gustavo F. Iunes; Shekinah, José Moisés A. dos Santos; Templo de David, Clelson Antonio da Silva; Templo de Salomão, Domingos Carlos Pinto; União do Vale, José Luiz Barros de Sá e Ítalo Alan Barbosa Bispo; União e Sigilo, Ricardo Lusíadas A. dos Anjos; União Fraterna, Manoel Inácio S. Silva; União, Justiça e Liberdade Mairiense, Marcelo do Prado Silva; Vigilância e Justiça, Antonio Fernando R. Lopes; e pelo Poderoso Irmão Secretário de Gabinete do GOEB. e Secretário da Poderosa Congregação, Humberto Ferreira da Silva, reunida em Salvador-Bahia, na sede do GOEB, no dia 26 de agosto de 2017 da E.’.V.’., em resposta às questões levantadas, aprovaram e submetermos as seguintes proposições as quais submete à apreciação do Eminente Grão-Mestre Estadual:

“ O meu povo se perde (está morrendo)
por falta de conhecimentos”. Oseas 4.6

CONSOLIDAÇÃO
A época atual vem sendo marcada por rápidos ajustamentos na vida cotidiana e de uma revisão radical da ciência.
Vivemos em um ambiente de constantes mudanças, adequações e, principalmente, contínuas inovações. Na maioria das vezes ignoramos o que se passa à nossa volta e nos fechamos em um casulo.
A Maçonaria, derivante da Tradição e da Evolução, tem no Brasil o GOB como seu primaz representante e, não pode ficar, através do GOEB, preso, fechado nesse casulo, sem forças para conquistar o mundo exterior. O maçom, este extraordinário agente de mudança precisa cada vez mais de uma formação sólida, capaz de torná-lo foro de grandes transformações. Fascinante é o homem que faz mudar e é o homem que muda. Mas, para mudar, é necessário conhecer.
Considerando que administrar é a prática de configurar conscientemente e continuamente as organizações, é planejar, liderar, organizar e controlar;
Considerando que quando a Loja tem um senso claro do seu objetivo do seu rumo e da posição desejada para o futuro, e quando essa imagem é amplamente compartilhada, o maçom torna-se capaz de encontrar o seu próprio papel dentro da Loja e da própria
Maçonaria;
Considerando que a instrução maçônica e o aperfeiçoamento moral e intelectual dos membros do quadro é a MISSÃO FUNDAMENTAL de uma Loja Maçônica;
Considerando que todos os anos as Lojas iniciam novos candidatos, mais seus quadros não crescem;
Considerando que as mulheres são colunas indispensáveis na prática da beneficência e uma Loja Maçônica será sempre mais alegre, pacífica e trabalhadora com a sua presença e participação;
Considerando que a desagregação dos jovens de nossa sociedade é uma realidade e a Maçonaria como um dos últimos repositórios da esperança no mundo, tem a grande responsabilidade de preparar os líderes do amanhã;
Considerando que o aperfeiçoamento e melhor interação e comunicação com o público interno e externo além de melhorar a eficácia e efetividade do GOEB, melhora a visibilidade da Loja e por extensão da Ordem;
Considerando que a questão da qualidade é condição sine qua non em nossos rituais e regulamentos, contudo, não basta expandir o quadro, deve existir preocupação com o desenvolvimento do mesmo;
Considerando finalmente que a Visão do GOEB é ser até o ano 2019 referência do Grande Oriente do Brasil.
Propõe-se:
O GOEB disponibilizar para as Lojas ferramentas para execução de seu Planejamento
Estratégico;
As Lojas precisam realizar planejamento de suas atividades anuais envolvendo ou com a participação de todos obreiros;
Apoio do GOEB em relação as regiões desassistidas pelos Coordenadores;
As Lojas remeterem Relatórios de suas atividades anuais e Coordenadores Relatórios Trimestrais;
O GOEB montar estrutura: um curso à distância sobre exercício dos cargos específicos da maçonaria, com acesso restrito aos maçons;
As Lojas devem preparar instruções (passo a passo) do processo ritualístico dos eventos que ocorrerão nas várias cerimônias internas da Loja;
Montagem de um Kit de modelos de documentos que tramitam entre as Lojas e o GOEB e entre este e o GOB para facilitar o trabalho dos irmãos Secretários;
Garantir a qualidade das sindicâncias: As sindicâncias devem ser criteriosas, coesas, para evitar que o futuro maçom abandone as hostes da Ordem. É necessário identificar no candidato as características ou os traços que o possam revelar um futuro maçom;
As Lojas devem preparar uma espécie de “Chec-List” com tópicos fundamentais que devem ser passados aos sindicantes, para que não paire nenhuma dúvida em relação a um processo tão importante, e para que o candidato tenha perfeita consciência do que a
Ordem espera dele;
Deve-se verificar as “raízes” do candidato no oriente família, condições socioeconômicas, nível cultural, relacionamentos sociais, etc;
As identidades do padrinho e do sindicante devem ser mantidas em sigilo para não influenciar na sindicância, e a figura do padrinho não deve exercer influência no ânimo do sindicante;
O chanceler deve mapear a situação dos irmãos ausentes, para verificar o motivo das ausências, e contactar com esses irmãos. Sempre que possível, o Venerável deve procurar pessoalmente a reaproximação com os irmãos ausentes. (APOIO ÀS VIÚVAS).
Em relação aos irmãos afastados por doença, os contatos devem estreitar ainda mais, como prova de solidariedade e conforto moral e espiritual;
As Lojas devem sempre procurar implantar ou regularizar os grupos femininos de fraternidade para a prática de ações de caráter social e beneficentes. Mas deve haver implantar ou regularizar os grupos femininos de fraternidade para a prática de ações de caráter social e beneficentes. Mas deve haver um trabalho no sentido de agregar vários grupos para um trabalho conjunto. Fomentar a participação dos sobrinhos e sobrinhas, nas entidades: APJ, Demolay, Filhas de Jó etc, nos eventos maçônicos. Aumentar a divulgação sobre as atividades Paramaçonicas com o objetivo de expandir a responsabilidade e compromisso dos maçons;
As Lojas devem promover aproximação e estreitamento de relacionamento com autoridades públicas municipais. Divulgar as ações sociais, participar de Conselhos Municipais. Promover palestras públicas, Seminários do dia do Maçom, Aniversários do GOB, GOEB etc. As Lojas devem integrar-se à comunidade, conhecer e identificar seus problemas e buscar lideranças locais que possam resolvê-los, dando assim visibilidade positiva à Ordem.


Eminente Irmão Silvio Souza Cardim
Grão-Mestre Estadual do GOEB
PUBLICIDADE

Mais notícias

2014 - GOEB - Grande Oriente Estadual da Bahia - Todos os direitos reservados.
Rua Marquês de Barbacena, 157 - Saúde - Salvador - Bahia - Brasil. Telefone: (71) 3243-9162 / 3241-0420
Lince Web - Soluções Inteligentes